O Centro de Economia Política e Novo Desenvolvimentismo foi originalmente fundado em 1980 para publicar uma revista acadêmica sobre desenvolvimento econômico, macroeconomia e crítica da economia neoclássica: a Revista de Economia Política. O termo "economia política" em seu título refere-se ao nome original da teoria econômica - adotada pelos grandes economistas mercantilistas e clássicos. Esses economistas, assim como Marx, Keynes e Schumpeter usaram o método histórico ou empírico para desenvolver sua ciência, em vez do método hipotético-dedutivo usado por economistas neoclássicos.
O centro e a revista estão focados em países de renda média e no Brasil e nas teorias mais relevantes para esta fase de crescimento econômico. Nos anos 80 e 90, a revista publicou os principais artigos sobre a teoria da inflação inercial, o que era importante para explicar a alta inflação na América Latina nestas duas décadas. Desde a década de 2000, o foco tem sido no novo desenvolvimentismo - um novo quadro teórico que inclui uma macroeconomia focada na taxa de câmbio e na conta corrente. Desde 2013, o Centro de Economia Política e Novo Desenvolvimentismo ampliou seus objetivos e vem realizando seminários e workshops sobre o novo desenvolvimentismo.